Isaías 53 – Jesus Sem Teto

“Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos.”

Isaías 53

No Rio de Janeiro foi inaugurado uma escultura dada de presente do Papa Francisco para a igreja carioca, nela há uma forma de um mendigo em tamanho real, envolvido por um cobertor e com seus pés de fora, os pés furados, como os de Jesus na cruz e assim foi chamado “Jesus sem Teto”.
Em Isaías 53:2 ao 4 diz “Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos.
Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.” Neste texto Isaías profetiza como seria a vida de Jesus aqui na terra, onde as pessoas não faziam caso dele e ele não tinha beleza nem formosura, muitos pensavam que Jesus quando viesse estaria em destaque como um rei, porém foi ao contrário disso, ele não se achava em berço de ouro mas sim em uma manjedoura, seus pais não eram os reis de Jerusalém mas sim os fugitivos do Rei Herodes. Jesus não vem da maneira que esperamos, as vezes o mendigo que bate a nossa porta é um teste de Deus para provar nossa compaixão com os irmãos.
Mateus 25:34 relata essa situação onde o nosso Rei aqui na terra foi alimentado e acolhido porém não na forma de rei e sim em cada um dos nossos irmãos, diz assim: “Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Venham vocês, que são abençoados por meu Pai. Recebam como herança o Reino que meu Pai lhes preparou desde a criação do mundo. Pois eu estava com fome, e vocês me deram de comer; eu estava com sede, e me deram de beber; eu era estrangeiro, e me receberam em sua casa; eu estava sem roupa, e me vestiram; eu estava doente, e cuidaram de mim; eu estava na prisão, e vocês foram me visitar’. Então os justos lhe perguntarão: ‘Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer, com sede e te demos de beber? Quando foi que te vimos como estrangeiro e te recebemos em casa, e sem roupa e te vestimos? Quando foi que te vimos doente ou preso, e fomos te visitar?’ Então o Rei lhes responderá: ‘Eu garanto a vocês: todas as vezes que vocês fizeram isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizeram.” Uma música dos Mensageiros da Profecia chamada (Ele Vai Julgar) também mostra Jesus sendo refletido nos nossos irmãos; no dia do juízo Deus vai chamar apenas os justos que cumpriam os mandamentos, e “amar ao próximo como a ti mesmo” é um desses mandamentos, se desprezarmos um irmão estaremos desprezando a Deus, se ignorarmos apelo desesperado, quando precisarmos de Deus clamando com todo nosso coração ele vai nos ignorar.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: